Belém/PA,
Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Agenda

"Por favor reinstalar o layout de default"
"Setembro" 2014
"D" "S" "T" "Q" "Q" "S" "S"
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 1 2 3 4

Enquete

Você acha que o novo site atende as expectativas?




Ver Resultados
banner-poupex

O Correio Aéreo Nacional da Amazônia - CANAM

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFImprimirE-mail


Síntese de registros sobre o Correio Aéreo Nacional da Amazônia – CANAM: seu surgimento, sua evolução, as Linhas realizadas nos períodos de operação, o desdobramento em mapas da área, os resultados obtidos para a Região Amazônica, as estatísticas.

O surgimento do Correio Aéreo Nacional da Amazônia – CANAM
 
Em 1958, quando na função de Chefe do Estado-Maior da 1ª Zona Aérea, em Belém/PA, o então Tenente-Coronel Aviador João CAMARÃO Telles Ribeiro criou o Correio Aéreo Nacional da Amazônia (CANAM), para ampliar e complementar as Linhas do Correio Aéreo Nacional (CAN), sediado no Rio de Janeiro, cujos aviões não podiam operar em grande número de localidades da Região Amazônica, ainda desprovidas de pistas de pouso e também carentes de apoio.

A programação do CANAM de então estabelecia 14 (quatorze) Linhas, que se distribuíam pelas áreas mais carentes e remotas da Amazônia, atendendo a 93 (noventa e três) localidades, em percursos que totalizavam 67.271 quilometros, com freqüências semanal, quinzenal e mensal.

O CANAM utilizava os meios aéreos do 1º/2º Grupo de Aviação (1º/2º GAv) – os aviões anfíbios PBY-5A CATALINA, nas áreas dos rios, e os aviões DOUGLAS C-47 e BEECHCRAFT C-45 (estes orgânicos da Esquadrilha de Adestramento da Aérea de Belém) para operação nos aeródromos já existentes e à medida que outras pistas de pouso iam sendo construídas.

As Linhas Principais da Amazônia - LPA

As Linhas Internas da Amazônia - LIA

As Linhas Externas da Amazônia - LEA

1º ETA – A Reformulação das Linhas

Bibliografia:

1. Francisco C. Pereira Neto , “Aviação Militar Brasileira 1916-1984”, Revista Aeronáutica Editora – 1984.
2. Aldo Pereira, “Breve História da Aviação Comercial Brasileira”, Europa Empresa Gráfica e Editora – 1987.
3. Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica, "História Geral da Aeronáutica Brasileira", V. 2, Rio de Janeiro – 1991.
4. Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica, "História Geral da Aeronáutica Brasileira", V. 3, Rio de Janeiro – 1991.
5. N.F. Lavenère-Wanderley, "História da Força Aérea Brasileira", 2ª Edição.
6. J.E. Magalhães Motta, "Força Aérea Brasileira 1941-1961 - Como eu a vi...", INCAER, Rio de Janeiro – 1992.
7. NOTAER 49/96, 18/09/96.
8. José de Carvalho, “A Pata Choca”, INCAER, Rio de Janeiro - 2004
9. Flávio E. Gomes de Oliveira, “Sobrevoando o passado”, Editora Letrad’água, Joinville – 2005.
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar